5 conselhos para se tornar um empreendedor de alto impacto

Publicado em 16 de outubro de 2013 por admin

Não existe receita para criar um negócio bem sucedido e inovador, mas algumas características dos empreendedores podem dar sinais de que suas chances são maiores. Essa é a conclusão de um estudo da Endeavor, lançado recentemente em formato de e-book, e criado a partir de entrevistas com os empreendedores cujas empresas mais cresceram.

Os empreendedores de sucesso, além de terem em comum cinco características fundamentais, têm ambição e capacidade de prever tendências de mercado, diz a Endeavor. Segundo a pesquisa, eles, além de fazerem as coisas com paixão, também conseguem resultados melhores por oferecer ao mercado inovações. Outra característica: esses profissionais de sucesso são grandes executores e sempre agem norteados pela ética e profissionalismo.

Confira abaixo quais as cinco características de um empreendedor de alto impacto:

 

1 – Comece com o que você já conhece

Segundo a Endeavor, as melhores ideias de negócio costumam ser de conhecimento do empreendedor. Ou seja, ao invés de buscar uma ideia extremamente inovadora, ele deve inovar em algo que tenha experiência e conhecimento. “Os empreendedores podem identificar vantagens competitivas em uma indústria e receber feedbacks mais rápido quando eles já conhecem essa indústria e os potenciais consumidores”, afirma o estudo. Segundo a Endeavor, 94% desses empreendedores tinham as seguintes caraterísticas:

  • o negócio estava em um mercado ou indústria que o empreendedor já conhecia
  • o negócio usava habilidades que o empreendedor já havia adquirido
  • o empreendedor já tinha proximidade suficiente com os consumidores para engajá-los desde cedo e com frequência

 

2 – Comece pequeno, mas sonhe grande

Todas as empresas mais admiradas, como Google ou Facebook, começaram em mercados locais. Mas se o empreendedor não pensar desde o início em como terá um impacto global, seu negócio não irá deslanchar. O desafio é construir algo forte com o foco local e então partir para o jogo global. Da lista dos melhores empreendedores da Endeavor, 74% focaram em ter sucesso localmente no começo, mas desenharam seus negócios de forma que fosse possível expandir globalmente no futuro.

 

3 – Não se prenda ao plano de negócio

De acordo com a Endeavor, alguns dos empreendedores mais renomados nunca escreveram um plano de negócio. Para eles, traçar um roteiro faz com que os empreendedores reflitam sobre os aspectos fundamentais do negócio, mas o comprometimento com o que está descrito no plano torna difícil a adaptação do negócio à realidade ou faz com que oportunidades não contempladas sejam desperdiçadas. O conselho é ter flexibilidade em relação ao plano de negócios, porque ele vai mudar rapidamente. Quando o Google surgiu, por exemplo, não sabia que a venda de palavras-chave para marketing digital seria seu modelo de negócio. Do grupo de seus melhores empreendedores, a Endeavor afirma que 71% deles não escreveram um plano de negócios. Além disso, dentre todos os empreendedores entrevistados, 80% fizeram mudanças nos seus planos de negócios ainda na fase de startup. “Esses resultados mostram que os empreendedores precisam ter um conceito bruto de estratégias para o futuro; mesmo assim, não devem colocar no papel coisas que podem mudar em questão de minutos”, afirma o estudo.

 

4 – Procure investimentos e ganhe conselhos

Como os empreendedores não conseguem fazer tudo sozinhos, atrair investidores e conselheiros os ajuda a evitar riscos para os negócios. Muitas vezes, as orientações valem até mais que eventuais recursos aportados. O estudo menciona o empreendedor e investidor Jeff Bussgang, sócio do fundo Flybridge e fundador do site seeingbothsides.com. Ele afirma que investidores “são animais da busca por padrões que já foram expostos a uma grande variedade de pessoas e situações de startups – permitindo, assim, que evitem certos obstáculos e acelerem o progresso do seu negócio”. Ou seja, além do dinheiro, eles têm uma capacidade de antever o que tem mais chances de sucesso.

 

5 – A experiência leva mais longe

Como jovens empreendedores, com pouca experiência de negócio, conseguiram criar empresas gigantes? Segundo a Endeavor, isso acontece porque um pouco de experiência já vale muito. Empreendedores sempre precisam de experiência prévia, mas não muita. Os mais calejados tendem a evitar riscos e deixar de ser flexíveis. O estuda cita o exemplo de Michael Dell, fundador da Dell. Sua experiência prévia fora vender assinaturas de jornais, e não produzir computadores. Mas o simples fato de já ter participado dos processos de negócio de uma empresa lhe deram repertório para agir em seu novo negócio. De acordo com a Endeavor, 78% dos seus empreendedores de maior impacto começaram seus negócios antes dos 31 anos e 58% deles já tinham aberto uma empresa ou passaram pelos negócios da família.

 

Fonte:
 Endeavor